segunda-feira, 13 de junho de 2011

Sobre Yaoi

E nessa vida de tédios e mais tédios, de coisas sonolentas e chatas, resolvi aparecer por aqui e escrever. Para sua felicidade ou seu ódio vim falar novamente sobre Yaoi. Aí você fala: "Yaoi de novo?" É, estou inspirada a falar de Yaoi! Ainda não escrevi sobre nenhum anime específico porque o que quero fazer é um resuminho de Sekai-ichi Hatsukoi antes de tudo, e este ainda está sendo concluído. Agorinha estou baixando o segundo episódio da 2ª temporada de Junjou Romântica e o que posso adiantar nesse post é que estou ADORANDO! O mais legal é que estou com a gravadora quebrada (provavelmente comprarei uma nova próximo mês) e não sei como escondo esses episódios do meu irmão... Os coloquei até em uma pasta denominada 'Vídeos do Rob', porque sei que quando ele vê algo relacionado ao Rob ele nem clica pra saber o que é, mas mesmo assim quero tirá-los logo do PC. UFA! Estava eu aqui pensando em alterar o formato dos meus posts, sabe? Muitos blogs optaram por textos enormes (e bem escritos, diga-se de passagem). Gostei e estava pensando em colocá-los aqui, mas eis que cheguei a essa conclusão: alguns leitores logo desistem de ler uma postagem quando encaram textos enormes. Digo isso porque sou assim, logo continuarei com meus textos habituais.
 
A NewPOP, editora que recentemente mencionei aqui como sendo a que trará Gate 7 para o Brasil, começou a publicar o novo mangá Yaoi em terras tupiniquins (o primeiro do gênero da editora). Ainda não li porque as condições não permitem (dinheiro), mas assim que der vou conseguir o meu (a NewPOP é muito elogiada pela qualidade, quero conferir)! Pensando bem, tenho muitas coisas pra comprar, tais como FMA, Black Bird e... a edição luxo que a JBC recentemente anunciou de Sakura Card Captor. Não está certo, gente! Mal concluo uma coleção, já me aparece mil coisas para comprar. Ah, e lembrando que quem tiver um exemplar de Amanhacer (sim, o livro) e quiser me dar eu agradeço. Envie um e-mail para cocacombiscoito@gmail.com e tharã, faça uma criança feliz.
E agora vou explicar um pouquinho sobre os subníveis do yaoi. Quando digo que estou assistindo yaoi, nem venham imaginar 'putaria'. Estou assistindo os normais, os que tem história, conteúdo... õ/ O yaoi é dividido em 3 níveis: Shounen-ai (shounen = garoto; ai = amor), Yaoi e Lemon. O shounen-ai contém cenas fracas, abraços, declarações e às vezes beijos. O yaoi mostra o relacionamento entre os personagens com mais clareza, com beijos e abraços mais apaixonados. O lemon é o, por mim denominado, hentai dos yaois. Não tem uma história que se aproveite, é apenas relações de puro sexo. Estou assistindo apenas shounen-ai e yaoi... Não, lemon não, ok? Ah, e para os mais curiosos também existe o Dark Lemon (que você entende já pelo nome), que fala de estupros (#medo).
Os yaois são feitos de mulher para mulher. A história é meio longa, então o que posso adiantar é que havia uma hegemonia masculina no mundo dos mangás, e que esses sempre colocavam a mulher como aquela menina sem sal, mal representada. Assim, quando as mulheres conseguiram seu espaço foram direto para o shoujo. Pouco a pouco a temática homossexual foi incorporada ao shoujo (Sakura é um bom exemplo), o que foi o primeiro passo para o yaoi. Anos depois surgiu o yaoi como conhecemos, e nele a figura feminina está bem representada pelo homem, já que a sociedade ainda não mudou com relação a figura feminina. Uma história tendo uma mulher forte e superior ao homem não ia ser muito aceita, então as mulheres passaram tudo isso para seus yaois, onde você sempre encontra um garoto, com olhos grandes, meigo, sensível, baixo, magro, sendo que se colocar uma peruca vira uma mulher. Esse garoto está sendo o representante da classe feminina.

Gostaram do post? Tiveram alguma dúvida? Comentem! Seus comentários são o que deixam este blog vivo.
Bjus! :*

4 comentários:

Tudo Para Otaku's disse...

Bom, primeiramente devo falar que se é yaoi, é comigo mesma!!! Adoro yaois desde que me deparei com um junjou romantica da vida, depois de junjou, vieram outros... Vi que você citou sekaiichi hatsukoi, bom, é uma paixão minha também, porque para inicio de conversa, é da mesma autora de junjou, e sem falar que eu traduzo o manga para o portugues...
Bom, sobre os episódios para seu irmão nao ver, bem, ainda bem q comigo isso não acontece, uma vez q eu e minha irmãs asistimos juntas!^^
Mas vou te dar uma dica que eu usei por um bom tempo... entra em meu computador,disco local C, arquivos de programa e cria uma pasta lá com um nome esquisito... ele nunca q vai procurar lá... pelo menos comigo deu tudo certo!^^
Gostei do seu blog e gostaria de perguntar se você aceita parceria. qualquer coisa, é só entrar no link e me comunicar...
http://www.tudoparaotakus.blogspot.com/

Ana C. Paul disse...

Como eu já falei antes, n curto yaoi hauha. Mas n tenho nada contra. Epa eu nem tinha percebido que Ouran High School Host Club era shounen-ai! Amo esse anime hauhau. Vivendo e aprendendo né? Mas eu e minhas amigas costumamos dizer que Ouran é um yuri disfarçado de yaoi, o que faz bastante sentido se você for analisar geral :P

Eu não te dou o livro de Amanhecer, mas se quiser eu troco XD Em que estado você mora Raio-san? Eu estou me mudando pra São Paulo semana que vem, se vc morar lá facilita a troca :)
jan ne

Raio disse...

Não consideraria Ouran um shounen-ai, mas sim um shoujo. No anime podemos ver muitas coisas que remetem a yuri e yaoi, inclusive a Renge, um dos personagens, é uma Fujoshi... mas mesmo assim o anime/mangá não é yaoi e muito menos yuri.
Ain, eu moro em Fortaleza, um pouquinho distante daí. Tenho uma tia/madrinha que mora em Sampa, mas mesmo assim fica difícil de nos vermos. Acho que vou comprar aqui mesmo... abusarei do cartão do pai rs, mas mesmo assim obrigada!

Bjinhos :*

>.<

Tudo Para Otaku's disse...

Ah, vc mora em fortaleza... eu moro um pouco perto de vc... A distancia entre Teresina e Fortaleza não é tão grande assim...