quarta-feira, 27 de julho de 2011

Sekai-ichi Hatsukoi

Passei hoje para deixar esta review, para assim traquilizar o coração das fujoshi frequetadoras deste blog. Faz um tempinho que não comento patacuias de nada sobre yaoi, o que faz do mundo um lugar pior do que já é (sou exagerada, não ligue). O anime escolhido para esta análise é o tão aclamado Sekai Ichi Hatsukoi, meu primeiro yaoi (o primeiro de vários), e que me marcou bastante, com seus casais mega fofos e com aquele toque de comédia que somente a senhorita Shungiku Nakamura consegue nos proporcionar.
A tradução do título explica muita coisa: O melhor primeiro amor do mundo - O caso de Ritsu Onodera (Sekai-ichi Hatsukoi – Onodera Ritsu no Baai). A introdução do anime é com um OVA, que conta a história antes da história (bem, é quase isso): Ritsu Onodera, um garoto que vive na biblioteca lendo livros, certa vez conhece Saga Masamune, um garoto quieto e sério, pelo qual se apaixona de cara. Como foi meu primeiro yaoi, que só assisti pela super indicação de uma amiga, achei as primeiras cenas super estranhas. Me questionava o porque de ele estar olhando para aquele cara e ficar corado... Quase desisti de assistir o 1ª episódio, mas 5 minutos foram o bastante para me acostumar e começar a assistir como se fosse um shoujo. O OVA é todo com cenas românticas, mostrando a reciprocidade que Masamune demosntrou pelos sentimentos de Onodera. O OVA (para de repetir a mesma palavra trocentas vezes, Raiomara) só dá uma mostra da série como ela é no final, mostrando que o anime é uma comédia, e das boas. Ah, e ia esquecendo: ESTE POST TRATARÁ DE UM ANIME COM CONTEÚDO HOMOSSEXUAL, SE NÃO CURTE, NÃO LEIA E... SEI LÁ... ME SEGUE NO TWITTER: @raiomara! o/
Passado aquele clima de romance, do nada, vemos Onodera, 10 depois, trabalhando em um departamento Shoujo Mangá e sendo tratado, como posso dizer... de um modo diferente por Saga Masamune, que agora se chama Masamune Takano (devido à separação dos pais), que é o editor-chefe do departamento. O local onde eles estão trabalhando é uma editora, Marukawa, que após a ida de Takano (Masamune) conseguiu se restabelecer. Onodera foi parar na editora pois queria sair da editora de seu pai e trilhar seu próprio caminho. Ele tentou ir para o departamento de Literatura, mas o colocaram no de Shoujo Mangá, e lá se deparou com Takano, sem reconhecê-lo (esqueceu o rosto de seu primeiro amor?). A relação dos dois não começa com o pé direito e, depois que Onodera descobre quem Takano é e os dois colocam os pingos nos 'is', pode se dizer que piora. Anos atrás, quando eles ainda estavam namorando (?), Onodera mal interpretou um ato bobo de Masamune e sumiu, abalado por achar que estava sendo usado. Ficou tão abalado que decidiu nunca mais se apaixonar. Masamune nunca compreendeu o motivo de Onodera sumir e nunca o conseguiu esquecer. Achei um pouco clichê, mas a maneira como a autora conta a história nos faz nem ligar e achar tudo bem original. Ah, e depois de beijos  forçados e esclarecimentos, Takano promete que fará Onodera se apaixonar novamente por ele. Moe!
Não sei se comentei aqui sobre a relação Seme e Uke, mas fiz o possível para esclarecer alguma coisa em um post sobre yaoi (clique aqui). Para definir a relação dos dois, podemos dizer que o Takano é um seme apaixonado, porém com a máscara de tirano, e Onodera é um uke 'irritadinho' que não admite os sentimentos que tem pelo primeiro. Para compreender esse lance, é bem fácil: Seme é o ativo e Uke, passivo. Simples, não?
Com o passar dos episódios o anime aparenta uma guerra de quem resiste mais, Onodera sempre vencendo. No meio de tudo, ainda temos um 'amigo' de Takano, que sempre alerta nosso queridinho protagonista a ficar longe de seu amado. Isso deixa mais e mais confusa a cabecinha de Onodera, fazendo-o negar ainda mais o amor que sente por Takano. #épico O que me faz amar este anime é o 'parentesco' que o mesmo tem com Junjou Romantica, que conheci depois de assistir Sekai-ichi. São da mesma autora, acho que isso ajuda a ficar parecido, né? rs Além de Onodera e Takano, o anime ainda traz mais dois casais muito moe: Chiaki & Tori e Kisa & Yukina. Os três casais são tão fofos, mais tão fofos que fica até difícil escolher um favorito, mas quando vejo o Chiaki e o Tori acho tão lindo os dois juntos que decidi denominá-los meus favoritos. Comentarei um pouco sobre os outros dois casais, começando pelo segundo:
Yoshino Chiaki e Yoshiyuki Hatori (Tori), conhecidos como 'segundo casal', começam como amigos de infância. Chiaki é mangaká da editora, conhecido como Yoshikawa Chiharu. Hatori é o responsável por ele, sendo seu editor, sempre puxando seu pé. Tori virou editor apenas para ficar ao lado de Chiaki, pois desde a infância era apaixonado por ele. Certa noite, enquanto Chiaki dormia, Tori o beija. Isso provoca uma confusão na cabeça de Chiaki, que percebe que o ama depois que Tori se confessa no festival de fogos de artifício. A partir daí começa uma série de crises de ciúmes, provocadas principalmente por Yuu Yanase, assistente de Chiaki. Será lançado em setembro um DVD, que virá com a edição limitada do 6º volume do mangá, que trará um episódio extra envolvendo este casal. Aguardando! Agora, sobre o terceiro casal:
Este é o terceiro casal que, infelizmente, não teve muitos episódios como os outros dois. Shota Kisa é um editor da Marukawa que, ao ir a uma livraria, se depara e se encanta por Yukina Kou, um lindo jovem que trabalha lá. Kisa é bastante confundido com um estudante, por aparentar ser mais jovem do que realmente é: 30 anos. Ele nem quer realmente um relacionamento, apenas frequenta a livraria para ficar admirando Kou. O relacionamento dos dois começa quando Kou descobre que Kisa foi o responsável por todos os seus mangás favoritos, o que o chama a atenção. Kisa não aceita o relacionamento de cara, por nunca ter estado em um, mas aos poucos vai aceitando... É muito lindo.

Espero que vocês tenham gostado desta análise. Amei fazer! Bjus :* 

Atualizado: A nova edição da revista Ciel anuncia na sua capa que foi aprovada a produção da segunda temporada de Sekai Ichi Hatsukoi na tv. (via Anime Blade) gritandoaqui

4 comentários:

Cecilia disse...

Adoro esse yaoi <3

to te seguindo o/
http://himi-tsu.blogspot.com/

Raio disse...

Amei seu blog ♥ Nhááá *-*

Tudo Para Otaku's disse...

Adorei o post. Como uma legítima fujoshi tenho que adimitir que Sekaiichi é minha paixão e que, concordando com você, o melhor caso da história é o de Yoshino Chiaki. KYAaaaaaaaah! (ficando louca) adoro esse casal! Eles dois têm cenas lindas e as mais romanticas do anime! Simplesmente perfeito!^^ Eu tinha certeza de q sairia uma segunda temporada de sekaiichi, até porque parar no meio da história é foda. Se você estiver com pressa para saber o que vai acontecer, pode ir acompanhando o mangá (eu traduzo, hehe), isto é, se vc já não estiver acompanhando..
té mais, e esperando mais dicas yaois!!^^

Raio disse...

Já estou acompanhando! rs Parei na parte em que o trem em que o Takano e o Onodera estão para e as luzes se apagam *-*. Ainda hoje lerei a continuação! \o/

Estou preparando mais postagens yaoi para o blog, então fique atenta! :)

Bjus flor :*