segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Aoharaido - Um perfeito exemplo de um amor juvenil

Continuando meus comentários sobre Aoharaido (se você não leu o comentário anterior, clique aqui). Nesses últimos dias tive o prazer de começar a ler Strobe Edge, que é da mesma mangaká de Aoharaido, e posso afirmar com certeza que o mesmo não mexeu muito com os meus sentimentos de leitora viciada. Bem, amo os traços da Sakisaka Io, mas a personagem pricipal, Ninako, nem se compara com a carismática Yoshioka Futaba. Sabe quando comparamos as duas e vemos que uma tem aquele ar de maturidade, de determinação? Pois bem! Em Strobe Edge, Ninako se apaixona por Ren, o cara mais popular do colégio (clichê básico), os dois se encontram várias vezes no trem, ela começa a sentir-se atraída por ele, mas depois descobre que o mesmo tem uma namorada, que ainda por cima é modelo. Bem, ela então decide se confessar para este sujeitinho, mas ele logicamente recusa. O chato é que surgem dois personagens mais interessantes que ele na história, e os dois gostam dela, mais ela recusa, já que não consegue esquecer este cara que ela conheceu no trem. Já por outro lado, Yoshioka, de Aoharaido, tem uma coisa que não a deixa melosa...
Estou acompanhando de pouco em pouco Aoharaido e, até agora, me deparei com um casal bem diferente... Os dois eram apaixonados um pelo outro quando mais jovens, mas com vários acontecimentos, acabaram de distanciando. Esse casal se difere do outro pelo simples fato de eles já se gostarem sem precisar falar nada. Sakisaka Io, esta pessoa, não satisfeita com a confusão já existente na cabeça dos dois, implatou mais um clichê: Makita, amiga de Futaba, agora inventou de gostar de Kou (pessoa por quem Futaba está apaixonada). E essa história, um pouco adolescente, um pouco infantil, se passa nesse clima. Kou diz que mudou, que não é mais aquela pessoa que Futaba conheceu, mas com o passar dos episódios ele demonstra um carinho mais que especial por nossa protagonista. Não sei bem como a mangaká vai sair dessa "encurralada" em que ela mesma se botou, mas ela terá, ao meu ver, que se superar para, aos poucos, ir fazendo Kou perceber (se é que essa criatura já não percebeu) que está apaixonado por Futaba.
Acho que é isso que deixa Aoharaido mais e mais excitante: nada sabemos ao certo sobre os sentimentos dos protagosnistas. Ainda há muitos segredos!

Espero no próximo post sobre Aoharaido poder contar mais... ESPERO!


Nenhum comentário: