sábado, 31 de dezembro de 2011

Doce Dezembro

O mês está seguindo seu curso, está acabando como qualquer outro, e mais um ano está prestes a ter seu início. Em dias como esse, em que acordo às duas horas da tarde e durmo às três da madrugada, vos escrevo apenas para brindá-los com mais momentos bizarros da minha vida. Como por exemplo com coisas que acontecem apenas comigo. Meu relógio biológico anda alterado, estou com muito tempo devido às férias, sendo que o mesmo não estou aproveitando como deveria. Quero pular, quero gritar, quero viver férias loucas com meus amigos, mas o mais provável é que eu fique aqui em casa 90% desses dias. Para onde foram as festas do pijama, os dias na casa de familiares, a minha coragem em arrumar meu quarto? Para onde, ó Kami Sama?
Você o matou com questionamentos tão difíceis. - Sr. Popo
Dezembro, por mais que pestanejem, é o mês mais incrível de todos. É o mês onde você encontra a felicidade à venda num pote ou não. Dezembro é o mês em que eu nasci, em que costuma cair neve em algum lugar do planeta, em que todo mundo costuma ser solidário (tá, nem todos) e em que o vermelho brota como mágica e invade o mundo. Dezembro é doce, tem várias músicas que homenageiam-o, e um filme com seu nome no título. É o mês em que assisto filmes incríveis e eternos. Sinto até saudades de recordar os 'dezembros' passados, em que estava assistindo algo, falando algo... Um dos filmes que mais me marcaram nesse período é o magnífico Edward Mãos de Tesoura. O assisti pela primeira vez na Sessão da Tarde, nem me recordo que ano ou mês fora, mas naquele tempo só conseguia ver um jovem estranho, tímido e pálido que fora arrastado de seu mundo solitário para o mundo "real". Minha visão distorcida das coisas foi mudando, e continua mudando, sendo que foi nesse período de transição que re-assisti esse clássico dos anos 90. A história que a princípio parece absurda, deu um toque de fantasia a muitas crianças daquela época... Sendo que na época de seu lançamento eu ainda não era nascida.
Fogos já estão sendo soltados pelo bairro e pelo mundo. Sinto dizer-vos que o ano de 2011 está com suas horas contadas. Não faz mal, já que próximo ano estaremos aqui, no mesmo monitor, na mesma escrivaninha e no mesmo blog. Que a virada de ano seja surpreendente para vocês! Aproveitem.

FELIZ 2012!

Nenhum comentário: