sexta-feira, 29 de abril de 2016

Drama: The Secret Message [Recomendação]

Mais um post na área, e dessa vez, como dizia o É o Tchan, vim trazer uma mistura entre Japão e Coréia do Sul (ou seria do Brasil e do Egito?). Quem acompanha esse blog há um bom tempo já deve saber que assisto dramas coreanos (novelas) e que sou apaixonada por algumas bandas daquele país. Bem, resolvi quebrar esse breve hiatus com uma recomendação de drama, pois, para ser sincera, variar é preciso.
O drama que resolvi trabalhar hoje foi lançado em 2015 e, na verdade, não é bem um drama, pois possui um formato diferenciado, podendo ser definido como mini-drama ou web-drama. Basicamente é uma novela que, devido a sua curta duração (15 minutos por episódio), foi feita para ser assistida em intervalos breves e em diversos dispositivos (que tenham acesso a internet, claro). Seria uma novela para aqueles que vivem com o tempo contado. A praticidade pode ser notada por aqueles que, num quarto de hora que param para se distrair, podem assistir um episódio enquanto tomam um café. O único problema que vejo é a duração, pois existem mini-dramas que mereciam mais episódios.
The Secret Message, ou apenas Secret Message, é um mini-drama que conta a história de um coreano e de uma japonesa que se conhecem através de um aplicativo de mensagens e que vão aos poucos construindo uma amizade que pode ou não se transformar em amor. O drama é patrocinado pelo aplicativo Line ("rival" do WhatsApp) e traz duas estrelas principais, uma japonesa (Ueno Juri) e uma coreana (T.O.P, do Big Bang), ambos muito populares na Ásia.
Além ter no elenco duas estrelas asiáticas, outro fator interessante, e até hoje inédito para mim, é a interação entre o idioma japonês e o coreano. Ambos são falados no drama, o que torna ainda mais interessante o relacionamento entre os protagonistas, pois eles só conseguem se entender graças ao tradutor do aplicativo. A conexão entre o Japão e a Coreia do Sul também é apresentada por conta da viagem dos protagonistas. A personagem de Ueno Juri, Haruka, está na Coreia, enquanto o personagem de T.O.P, Woo-Hyun, está no Japão filmando uma espécie de documentário sobre o amor.
Sinopse: Haruka não podia imaginar que naquela noite a sua mensagem para o seu antigo amor seria finalmente respondida. Separados pela distância, mas conectados pela troca de mensagens, Haruka e Woo-Hyun vão mutuamente ajudando na cicatrização de antigas e profundas feridas.
Um dos ingredientes desse mini-drama é o fato dele conseguir dialogar com os vários tipos de amor. [SPOILER] Woo-Hyun e Haruka passaram por dolorosas experiências amorosas, e ambos ainda estão procurando entender o amor. Uma das minhas cenas favoritas entre as várias conversas dos dois protagonistas é quando eles utilizam emoticons. O fato de estarem distantes, falarem idiomas diferentes, e ao mesmo tempo estarem tão sincronizados, utilizando imagens para transmitir seus conturbados sentimentos, me fez sentir diversos tipos de sensações.
Os relacionamentos atuais são brilhantemente retratados nesse drama, que utiliza as conversas através de mensagens instantâneas para mostrar como é o amor atualmente. Tudo está mudando tão rapidamente, que às vezes as novelas esquecem e continuam a retratar as conversas através de telefone ou por e-mail, o que ainda existe, claro, mas ao mesmo tempo não deixa de ser obsoleto.
Fora a atuação dos dois, a delicadeza do roteiro, a fotografia, ainda temos a trilha sonora, que conta com uma canção na voz do T.O.P (apesar dele ser rapper, amo quando ele canta). Em suma: The Secret Message é uma experiência rápida, mas que vale muito a pena.

É isso.

domingo, 3 de abril de 2016

Elenco do live action de Fullmetal Alchemist [Comentários]

Como muitos de vocês já devem ter conhecimento, Fullmetal Alchemist ganhará a sua adaptação live action, o que é bom, mas não deixa de ser arriscado. FMA é um shounen que trata sobre a história de dois irmãos que, ao tentarem trazer sua mãe de volta à vida com ajuda da alquimia, acabam perdendo seus corpos (Alphonse perde todo o corpo, já Edward perde a perna e dá o braço para trazer a alma do irmão e prendê-la em uma armadura). Apenas a sinopse já nos dá a entender que a adaptação necessitará de alguns efeitos especiais, e é isso que temo quando a questão é fidelidade: temo por um novo Dragon Ball Evolution (produção ocidental), mas também aguardo um Rurouni Kenshi. Estou indecisa!
Apesar de todo o meu receio, o elenco já foi até confirmado, o que prova que a produção está a todo vapor. Fiz uma série de montagens com base nas informações que foram publicadas aqui e aqui para que vocês tirem suas próprias conclusões.

Yamada Ryosuke como Edward Elric

Edward Elric é o meu personagem masculino favorito, então imaginem a minha dúvida e ansiedade. Estou com medo de estragarem a essência tsundere que ele tem, mas devo admitir que o ator escolhido é bem bonito. Edward é loiro, e isso é uma característica ímpar que não sei se será respeitada, então ainda não posso dar pitaco. Yamada é um ator e cantor japonês conhecido pelo grupo Hey! Say! JUMP, mas devo admitir que nunca vi nenhuma produção da qual participou, então ainda é uma incógnita para mim.


Honda Tsubasa como Winry Rockbell

Winry é o meu amorzinho. O caso dela é o mesmo caso de Edward: ambos são loiros, então não sei bem como isso será adaptado (ou não). Além do mais, Winry é conhecida por sempre se vestir de uma maneira bem despojada, e por muitas vezes sexy, principalmente quando está em casa, então devemos esperar algo parecido vindo de Honda. Devo lembrar que Honda já atuou em uma adaptação bem conhecida (Yoshioka Futaba em Aoharaido).

Dean Fujioka como Roy Mustang

O alquimista das chamas será interpretado por Dean Fujioka. Espero que cuidem bem da caracterização dos personagens e que se esforcem nos efeitos da alquimia de fogo. Ainda não anunciaram a atriz que interpretará a Riza (espero que não a tirem do filme).

Sato Ryuta como Maes Hughes

SPOILER! A única coisa que quero saber é se vou chorar de novo com a morte do Hughes...

Oizumi Yo como Shou Tucker

A entrada desse personagem no elenco só nos prova que a cena mais triste de todos os tempos será adaptada. Tenho nojo do Tucker, mas estou curiosa para ver como será adaptado esse arco tão delicado.

Matsuyuki Yasuko como Lust (Luxúria)

Não existiria uma adaptação de Fullmetal Alchemist sem os homúnculos. Amados, os sete pecados capitais são um dos vilões mais legais que já vi, e a Lust tem toda uma carga de responsabilidade quanto a isso. Espero que respeitem a sensualidade da personagem, pois ela não tem esse nome à toa.

Uchiyama Shinji como Gluttony (Gula)

O intérprete do Gluttony ficou, ao meu ver, muito fiel. Espero que ele consiga dar um ar de meninão para o personagem.

Hongo Kanata como Envy (Inveja)

Envy é aquele homúnculo que muda de forma. Ele, apesar de se achar superior, inveja a condição humana, então super espero um cara metido. O Hongo Kanata é conhecido de muitos de meus leitores por ter dado vida ao Shin no live action de Nana, então estarei na torcida por ele.

Espero que divulguem logo todos os personagens, pois já quero saber se teremos a Pinako Rockbell, o Alex Louis Armstrong e a Riza Hawkeye. Muito amor nessa adaptação.

Aguardem a cobertura.

quarta-feira, 30 de março de 2016

Mangás e HQs: Sobre Nana e o que ainda não foi explicado

Nana é, sem dúvidas, um dos shoujos mais populares de todos os tempos. A receita para tudo isso é bem conhecida: personagens carismáticos, enredo interessante e traços maravilhosos. O mangá, publicado desde 2000 na revista Cookie, é obra da mangaká Ai Yazawa, também conhecida por obras como Gokinjo Monogatari e Paradise Kiss.
Como todos devem saber (ou não), o mangá seguiu seu curso por muitos anos e, graças a várias reviravoltas, tem até hoje um dos finais mais especulados e aguardados. Tudo isso será em vão. Ai Yazawa, devido a problemas de saúde, deu a notícia que todos temiam: Nana foi cancelado por falta de disposição. Para quem não sabe, ela trabalha sem nenhum assistente, então isso se tornaria mais desgastante do que poderíamos imaginar.
A Cookie, revista na qual a história era publicada no Japão, ganha alguns trocados sempre que lança algo novo relacionado ao título, mas não trata de falar nada sobre a continuação. Todos em silêncio enquanto fãs ainda alimentam a expectativa de que algum dia Yazawa acorde e decida voltar. O próprio MyAnimeList já deu o mangá como concluído, então nem tenho mais esperança.
Sobre esse texto, acho que apenas resolvi desabafar minha frustração em não saber o final de cada um dos meus queridos personagens. É muito chato se apegar a uma coisa e não saber a que fim levou. O mangá terminou de uma hora para outra, e alguns capítulos (pelo que lembro) nem chegaram a ser encadernados...
Sobre o titulo desse post, gostaria apenas de levantar essa questão: o que ainda falta ser explicado? Acho que para que algo termine, seria bem mais viável que fossem revelados os mistérios. Acho que seria bem interessante. Nos meus sonhos, ainda penso em algo bem Itazura na Kiss, onde a autora morreu antes de concluir o mangá, mas graças a um caderno de rascunhos fizeram um anime e a história ganhou um ponto final. Com Nana deveria acontecer a mesma coisa, mas não com a morte da Yazawa, claro, mas ela bem que deveria falar algo para os estúdios e eles, com todo um investimento, terminariam de adaptar o mangá e dariam um final legal, sem chororô. Ainda choro quando penso que a segunda temporada chegou a ser confirmada, mas por falta de material nem falam mais no assunto. Fazer o que, né?
O que ainda falta esclarecer? CONTÉM SPOILER!
A autora sempre dava um "petisco" do que o futuro reservava para cada personagem, mas lógico, deixando todo um mistério. Quando vi o pequeno Ren e a Satsuki, fiquei alarmada, me perguntando o que aconteceu. Após a morte do Ren, o mundo desandou, então saber como todos os personagens lidariam com isso parecia ser claro, até que o mangá acaba e não sabemos mais de nada. Ao menos sei que Satsuki é mesmo filha do Takumi, o que me entristece, pois ainda queria que o Nobuo resgatasse a Hachi da armadilha do Takumi.
Nana Oosaki está em algum lugar de Londres, o que pra mim tem uma ligação direta com o punk na Inglaterra. Além disso, antes de morrer, Ren tinha comprado um presente de aniversário para Nana, e o mesmo foi entregue para a protagonista, mas não foi aberto.
Outra coisa que também não foi explicada foi a separação da Hachi e do Takumi. Alguns fãs supõe que o pequeno Ren é filho de Takumi e Reira (Layla) e isso acabou desgastando o relacionamento com a Hachi. Quero ver como Hachi amadureceu tanto, e se ela ainda ficará com o Nobuo... Aparentemente o amor deles ainda resiste.

Não custa sonhar, né?